quarta-feira, 24 de Novembro de 2010

Empresa social: qual o seu papel na sociedade do Reino Unido?


O governo do Reino Unido aponta a empresa social como um sector-chave para impulsionar a mudança na sociedade, uma vez que anuncia cortes substanciais no orçamento do sector público.

Isto criou um intenso debate. Por um lado, aqueles que estão no sector das empresas sociais sentem-se encorajados e vêm grandes oportunidades para criar e construir uma economia social sustentável. Por outro lado, os críticos vêm este apoio por parte do governo como uma tentativa de subcontratar serviços públicos existentes para as organizações sociais que são menos dispendiosas.

Neste campo, a questão que está a causar maior discussão dentro do próprio sector é: Qual a mais-valia de ter um serviço fora do sector público e colocá-lo no sector empresarial social? Onde está a inovação? Onde está a escalabilidade? Qual é o valor acrescentado?

Outro ingrediente deste debate centra-se no papel do sector empresarial tradicional no desenvolvimento do sector empresarial social. Por exemplo: uma forma de aumentar a escala do sector empresarial social é criar uma joint-venture com negócio. Isto muda o debate, mais uma vez, porque levanta a questão: É o sector privado, que pode fazer grandes lucros, a intervir no espaço social que tem sido tradicionalmente o domínio do governo, caridades e a igreja, através da ligação com as empresas sociais?

"O caminho pela frente é pouco claro com mais perguntas do que respostas", como afirma Mel Young. O debate contínua nos próximos 12 meses – mas para qualquer empreendedor social, "o Reino Unido é um lugar atractivo para estar!"

Para saber mais, sobre as grandes questões que enformam o debate sobre o papel das empresas sociais no Reino Unido, veja:

Social Enterprise debate on the role of society in the united kingdom

Mel Young

Sem comentários:

Enviar um comentário